ASSOCIAÇÃO DE PRAÇAS DA POLÍCIA MILITAR E CORPO DE BOMBEIRO MILITAR DE MATO GROSSO DO SUL

DEFENDENDO A VALORIZAÇÃO DOS NOSSOS ASSOCIADOS COM AUTONOMIA E INDEPENDÊNCIA!

ASPRA-MS parabeniza Policiais que salvaram a vida de mulher vítima de violência doméstica e mantida em cárcere privado

Share on facebook
Share on google
Share on twitter
Share on linkedin
Share on whatsapp

A Associação de Praças da Polícia Militar e do Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso do Sul (ASPRA-MS), enaltece o trabalho e parabeniza o ato de bravura do Subtenente PM Joelson Sebastião Balejo, o CB PM Roberto de Arruda e o SD PM Anderson de Arruda Marques, por salvar uma mulher de 44 anos, que estava sendo mantida em cárcere privado, em uma fazenda, localizada na região do Paiaguás, próximo ao município de Coxim.

O caso foi denunciado pela administradora da propriedade rural às Polícias Militar e Civil de Corumbá, que utilizou uma aeronave para levar os policiais até a fazenda. Ao desembarcarem, eles viram que o acusado estava próximo a uma caminhonete e mantinha a vítima refém no interior do veículo. Logo que percebeu a chegada dos policiais, ele puxou rapidamente a mulher e colocou a mão na cintura, dizendo para que ninguém se aproximasse, pois estava com uma faca e mataria a esposa.

O homem de 38 anos foi preso em flagrante e levado para a 1ª Delegacia de Polícia Civil, onde o caso foi registrado como sequestro e cárcere privado, lesão corporal dolosa, violência doméstica, ameaça e tentativa de feminicídio.

Em nome de toda a nossa diretoria, o presidente da ASPRA-MS, Cb PM Eduardo Ferreira, parabeniza os policiais envolvidos nessa ação pelo ato de bravura, abnegação pelo serviço e por cumprir o dever de proteger e salvar vidas.

“É importante o reconhecimento do trabalho destes nobres colegas e nós da ASPRA-MS aproveitamos esse espaço para valorizar os militares que trabalham diuturnamente em prol de toda a sociedade sul-mato-grossense”, finalizou Ferreira.

A violência contra mulher precisa ser combatida e denunciada. Ligue 180.

Clique AQUI e confira a reportagem exibida pela TV Morena.

Comente